Google+ Luz para os povos sudoeste, igreja em celulas 2009 ~ Luz para os Povos Ministério Apostolico-Sudoeste

Vende-se uma Tenda

Mais informações Falar com Ronaldo (92 92622970)

Ajude-nos a construir o nosso templo

Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês.Lucas 6:38

Officina Vip Conserto de Roupas e Lavanderia

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Os Verdadeiros Amigos De Deus Tem Absoluta Confiança Em Deus


1. ABSOLUTA CONFIANÇA NO CARÁTER DE DEUS - Gn 12.1-5
Aos 75 anos de idade, Abrão deixou tudo para trás (seus
parentes, seus amigos, sua cultura e seu próprio povo), confiando tão-somente na Palavra de Deus. Abrão confiou na Palavra de Deus porque Deus tem Palavra.
E Sua Palavra é a expressão do Seu caráter.
E o caráter de Deus é perfeito.
Ele é digno da nossa mais absoluta confiança.


2. ABSOLUTA CONFIANÇA NA JUSTIÇA DE DEUS - Gn 13.8-11
Ló não agiu corretamente com Abrão, pois o chamado e a promessa de Deus eram de Abrão, não de Ló. No entanto, ele se agregou a Abrão (Gn 12.4; Gn 13.1) e se beneficiou da benção de Deus sobre a vida do seu tio. Mas, quando surgiu um conflito entre ambos e tiveram que se separar, Ló escolheu e ficou com a melhor parte.
Em nome da paz entre ele e Ló, Abrão aceitou a perda, o dano, o prejuízo (I Coríntios 6.7).
Abrão não ficou frustrado, nem revoltado com a injustiça cometida contra ele por seu sobrinho. Não! Ele confiava na justiça maior, a justiça de Deus.


3. ABSOLUTA CONFIANÇA NA VISÃO DE DEUS - Gn 13.14-18
Pela ótica humana, Abrão perdeu seu companheiro de jornada (Ló), perdeu a confiança nas pessoas e perdeu os pastos mais bonitos da região; e teve que se contentar com o resto.
Mas, pela ótica divina, nada havia mudado.
A promessa da terra ainda era de Abrão e de seus descendentes.

Ao invés de olhar a situação pela ótica humana, Abrão preferiu olhá-la pela ótica divina.
Ele levantou seus olhos e olhou toda a terra à sua volta. Firmou seus olhos naquilo que Deus estava lhe ordenando olhar. E esta visão, a visão de Deus, o sustentou para o resto de sua vida, pois Abrão tinha confiança absoluta na visão de Deus.

CONCLUSÃO
Abrão, o amigo de Deus, tinha absoluta confiança no caráter, na justiça e na visão de Deus.
Os verdadeiros amigos de Deus têm absoluta confiança em Deus.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Qual o Cão Ideal Para Cada Um de Nós.











Não existe uma fórmula mágica para descobrirmos qual o cão ideal para cada um de nós. Muitos aspectos contribuirão para definir o temperamento de um cão até ele chegar à fase adulta. Porém podemos tomar alguns cuidados na hora de escolhermos a raça do cão, para que esta história não comece já com os seus dias contados.

Já tive uma cliente que ficava tremendamente infeliz pelo fato de seu cão não gostar de acompanhá-la em seus passeios diários. Quando ouvi tal reclamação, estranhei: normalmente esta é a atividade preferida dos peludos. Porém, assim que saí na rua com ela percebi qual era o problema: ela gostava de andar num ritmo bastante veloz, todavia, o seu cão, sendo um Basset Hound, JAMAIS seria capaz de acompanhá-la naquele ritmo, por ter pernas muito curtas. Este é um caso bastante clássico: apesar de querer um cão que a acompanhasse na rua durante sua caminhada, esta cliente adquiriu um cão de uma raça tremendamente sedentária, que poderia até passear com ela, mas nunca no ritmo que a proprietária gostaria.

Outro história muito comum: A pessoa que mora num apartamento e quer um cão. Logo ela deseja um cão de porte pequeno, ou médio; que tenha pelo curto. Então ela escolhe ter um Beagle. Pronto: seus problemas apenas começaram. Apesar de ser de porte pequeno, o beagle é um cão de caça, que foi desenvolvido para correr grandes extensões de terra atrás da caça. Ele precisa de muita atividade, e sofrerá muito por ficar num apartamento o dia inteiro. Por conta desta inatividade, ele irá procurar o que fazer...e encontrará...começará a roer a mobília; roubar comida da cozinha; roer o seu sapato novinho, etc. Mesmo que você o deixe restrito a uma área onde ele não possa destruir nada, ele jamais terá a quantidade de atividades suficiente para deixá-lo saciado. Conclusão: ele será um cão tremendamente ansioso, agitado, e desobediente.

Imagem extraída do site do AKCPor que isto acontece??? Porque as pessoas escolhem seus cães pela sua beleza, e não pelo temperamento, ou pela sua adequação à vida, e aos desejos, do futuro proprietário. Não estou dizendo que devemos escolher um cão feio. Estou dizendo que quando resolvemos ter um cão, devemos tomar alguns cuidados, e o primeiro deles é saber escolher a raça.

O primeiro aspecto a ser avaliado é o tipo de ambiente que este cão terá:

* Se ele poderá entrar em casa, ou não;
* Se ele terá companhia o dia todo, ou precisará ficar sozinho durante muito tempo;
* Qual o espaço que este cão terá para brincar, dormir, fazer xixi e cocô;

Outro aspecto muito importante é que tipo de temperamento queremos deste cão:

* Se o que queremos um cão esportista ou um mais bonachão;
* Um cão independente, ou mais dependente;
* Um cão de guarda, ou só de companhia;
* Um cão que conviva bem com crianças, ou não;
* Se você quer um cão para exposições e outras provas, ou um cão de estimação sem maiores pretensões.

fbordercollie49.jpg (20569 bytes)As Características Físicas desejadas também devem ser avaliadas:

* Qual o tamanho ideal? Mini (ou toy); pequeno; médio; grande; enorme;
* Que tipo de pêlo? Curto; comprido; macio; áspero, etc;
* Um cão mais esguio, ou um mais fofinho.

Depois de ter todos estes elementos em mão, está na hora de pesquisar sobre as diversas raças caninas que existem. Leia com atenção as matérias sobre cada raça; converse com veterinários e adestradores; não se esqueça dos criadores e dos proprietários. Cada um deles irá te dar uma visão diferente, mas que no geral poderão te dar uma boa base sobre cada raça.

Evite cair em certos mitos, muito difundidos, mas muitas vezes enganosos:

HOLLYBELLE MISTIC“Quero um cão pequeno para ter menos trabalho”.
Cães pequenos não dão um trabalho pequeno. Não é o tamanho do cão que irá fazer diferença. Cães dão trabalho sejam eles grandes ou pequenos. Todos precisam ser cuidados, alimentados, educados, medicados, etc. E se você procura um cão que não dê trabalho, ele só existe na versão pelúcia.

“Cães de pêlo curto dão menos trabalho, pois você não precisa tosar”.
É verdade, e como você não tosa, o pêlo simplesmente cai. Ou seja, cães de pêlo curto darão mais trabalho pra você na hora da limpeza, pois estes pêlos, por serem muito finos, são levados com o vento e espalham-se na casa toda, especialmente em tapetes e sofás.

“Vou ter este cão porquê o meu filho PROMETEU que tomará conta dele, dará comida, limpará o xixi e o cocô dele, irá levá-lo ao veterinário, etc”.
Crianças não são capazes de cuidar nem mesmo delas mesmas, imagine cuidar das necessidades de um cão. É lógico, que dar a elas alguma função no trato do cão pode ser tremendamente educativo, mas desde que você esteja no comando, orientando, e não cobrando. Se você não se dispõe a ter trabalho com um cão, simplesmente diga ao seu filho que não quer cães sua casa. Não se iluda: quem toma conta do cão é a dona da casa.

Quando adquirimos um cão estamos iniciando um relacionamento que durará muitos anos. Algumas raças vivem de 8 a 10 anos, mas a grande maioria das raças vive bem mais que isso. Portanto, esta escolha deve ser feita com muito cuidado, e nunca no impulso. Muitas vezes temos o sonho de ter um cão de determinada raça, mas se esta raça não está de acordo com nosso estilo de vida, ou com a nossa disponibilidade, este sonho pode se tornar um verdadeiro pesadelo. Lembre-se: aquele cãozinho lindo que aparece na TV ou no cinema não nasceu assim (limpinho; educado;e penteado) Ele foi exaustivamente treinado! Tenha certeza disso.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Os Benefícios da Cruz


Texto: João 19.14-18
Tema: Avaliando os benefícios da cruz
Introdução: Geralmente, antes de tomar qualquer decisão avaliamos os benefícios ou prejuízos que daí virão. Se os benefícios forem compensadores é aconselhável decidir positivamente e seguir nessa direcção. Do mesmo modo, podemos avaliar os benefícios da cruz para nos decidirmos por Cristo.
Vejamos:
1. A cruz de Cristo providencia a remissão dos pecados, Hb. 9.11-14
a) Na antiguidade os escravos eram libertos por certo preço em dinheiro,
b) No judaísmo os pecadores eram libertos por sacrifícios animais,
c) Na Cruz os pecadores foram libertos pelo sacrifício de Cristo, Hb. 9.14
d) Quando estava na cruz Cristo declarou o pagamento da dívida, Jo. 19.30
2. A cruz de Cristo providencia a justificação dos pecadores, Rm. 3.24,25
a) Justificar significa declarar com justiça que o réu é justo
b) Aquele que não pecou foi feito pecado para nós sermos justificados, 2 Co.
5.21. Os injustos são justificados em nome de Cristo, 1 Co. 6.9-11
c) A fé no sacrifício de Cristo é o preço a pagar pelo pecador, Ef. 2.8,9
d) Portanto, justificados pela fé temos paz com Deus, Ef. 5.1
3. A cruz de Cristo providencia a comunhão com Deus, 1 Co. 1.9
a) Comunhão significa participar das mesmas coisas
b) Nós somos chamamos para a comunhão trinitária, ou triangular, 1 Jo. 1.3
c) Isto significa participar das suas promessas e da sua natureza, 2 Pd. 1.3,4
d) Significa participar dos sofrimentos e da glória de Cristo, 1 Pd. 4.13
4. A cruz de Cristo providencia a felicidade eterna, 1 Jo. 1.4
a) Se o perdão resulta em comunhão, esta origina gozo perfeito
b) Bem-aventurados os injuriados e perseguidos pelo nome de Cristo, Mt. 5.11,12
c) Bem-aventurados aqueles que morrem em comunhão com o Senhor, Ap.14.13
d) Bem-aventurados os que são chamados às bodas do Cordeiro, Ap. 19.9
Conclusão
Considerando os benefícios da cruz aceitámos o convite para ter comunhão com Deus, a qual nos concede tanto a felicidade presente como a futura. E o Senhor mandou-nos fazer o mesmo convite para que outros desfrutem dos benefícios da cruz e sejam eternamente felizes.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Pai Nosso...




VOCÊ: Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Sim? Estou aqui...
VOCÊ: Por favor, não me interrompa, estou rezando!

DEUS: Mas você me chamou!
VOCÊ: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou rezando.... Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Ai, você fez de novo.
VOCÊ: Fiz o que?
DEUS: Me chamou! Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como é que posso ajudá-lo?
VOCÊ: Mas eu não quis dizer isso. É que estou rezando. Rezo o Pai Nosso todos os dias, me sinto bem rezando assim. É como se fosse um dever. E não me sinto bem até cumprí-lo...
DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?
VOCÊ: É, realmente ainda não havia pensado nisso.
DEUS: Mas prossiga sua oração.
VOCÊ: Santificado seja o Vosso nome...
DEUS: Espera ai! O que você quer dizer com isso?

VOCÊ: Quero dizer... quer dizer, é... sei lá o que significa. Como é que vou saber? Faz parte da oração, só isso!
DEUS: Santificado significa digno de respeito, Santo, Sagrado.
VOCÊ: Agora entendi. Mas nunca havia pensado no sentido dessa palavra SANTIFICADO. 'Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu...'
DEUS: Esta falando sério?
VOCÊ: Claro! Por que não?
DEUS: E o que você faz para que isso aconteça?
VOCÊ: O que faço? Nada! É que faz parte da oração, além disso seria bom que o Senhor tivesse um controle de tudo o que acontecesse no céu e na terra também.
DEUS: Tenho controle sobre você?
VOCÊ: Bem, eu freqüento a igreja!
DEUS: Não foi isso que Eu perguntei! Que tal o jeito que você trata os seus irmãos, a maneira com que você gasta o seu dinheiro, o muito tempo que você dá a televisão, as propagandas que você corre atrás e o pouco tempo que você dedica a Mim?
VOCÊ: Por favor. Pare de criticar!
DEUS: Desculpe. Pensei que você estava pedindo para que fosse feita a minha vontade. Se isso for acontecer tem que ser com aqueles que rezam, mas que aceitam a minha vontade, o frio, o sol, a chuva, a natureza, a comunidade.
VOCÊ: Esta certo, tens razão. Acho que nunca aceito a sua vontade, pois reclamo de tudo: se manda chuva, peço sol, se manda o sol reclamo do calor, se manda frio, continuo reclamando, se estou doente, peço saúde, mas não cuido dela, deixo de me alimentar ou como muito...
DEUS: Ótimo reconhecer tudo isso. Vamos trabalhar juntos Eu e Você, mas olha, vamos ter vitórias e derrotas. Eu estou gostando dessa nova atitude sua.

VOCÊ: Olha Senhor, preciso terminar agora. Esta oração está demorando muito mais do que costuma ser. Vou continuar: ... 'o pão nosso de cada dia nos dai hoje...'
DEUS: Pare ai! Você esta me pedindo pão material? Não só de pão vive o homem, mas também da minha palavra. Quando me pedires o pão, lembre-se daqueles que nem conhecem pão. Pode pedir-me o que quiser, desde que me veja como um Pai amoroso! Eu estou interessado na próxima parte de sua oração. Continue!
VOCÊ: 'Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido...'
DEUS: E o seu irmão desprezado?
VOCÊ: Está vendo? Olhe Senhor, ele já criticou várias vezes e não era verdade o que dizia. Agora não consigo perdoar. Preciso me vingar.
DEUS: Mas, e a sua oração? O que quer dizer sua oração? Você me chamou, e eu estou aqui, quero que saias daqui transfigurado, estou gostando de você ser honesto. Mas não é bom carregar o peso da ira dentro de você, não acha?
VOCÊ: Acho que iria me sentir melhor se me vingasse!
DEUS: Não vai não! Vai se sentir pior. A vingança não é tão doce quanto parece. Pense na tristeza que me causaria, pense na sua tristeza agora. Eu posso mudar tudo para você. Basta você querer.
VOCÊ: Pode? Mas como?
DEUS: Perdoe seu irmão, Eu perdoarei você e te aliviarei.
VOCÊ: Mas Senhor, eu não posso perdoá-lo.
DEUS: Então não me peças perdão também!
VOCÊ: Mais uma vez está certo! Mais só quero vingar-me, quero a paz com o Senhor. Esta bem, esta bem, eu perdôo a todos, mas ajude-me Senhor. Mostre-me o caminho certo para mim e meus inimigos.
DEUS: Isto que você pede é maravilhoso, estou muito feliz com você. E você, como está se sentindo?
VOCÊ: Bem, muito bem mesmo! Para falar a verdade, nunca havia me sentido assim! É tão bom falar com Deus.
DEUS: Ainda não terminamos a oração. Prossiga...
VOCÊ: 'E não deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal...'
DEUS: Ótimo, vou fazer justamente isso, mas não se ponha em situações onde possa ser tentado.
VOCÊ: O que quer dizer com isso?
DEUS: Deixe de andar na companhia de pessoas que o levam a participar de coisas sujas, intrigas, fofocas. Abandone a maldade, o ódio. Isso tudo vai levá-lo para o caminho errado. Não use tudo isso como saída de emergência!
VOCÊ: Não estou entendendo!
DEUS: Claro que entende! Você já fez isso comigo várias vezes. Entra no erro, depois corre a me pedir socorro.
VOCÊ: Estou com muita vergonha, Perdoe-me Senhor!
DEUS: Claro que perdôo! Sempre perdôo a quem esta disposto a perdoar também, mas não esqueça, quando me chamar, lembre-se de nossa conversa, medite cada palavra que fala! Termine sua oração.
VOCÊ: Terminar? Ah, sim, 'AMÉM!'
DEUS: O que quer dizer AMÉM?
VOCÊ: Não sei. É o final da oração.
DEUS: Você só deve dizer AMÉM quando aceita dizer tudo o que eu quero, quando concorda com minha vontade, quando segue os meus mandamentos, porque AMÉM! quer dizer, ASSIM SEJA, concordo com tudo que rezei.
VOCÊ: Senhor, obrigado por ensinar-me esta oração e agora obrigado por fazer-me entendê-la.
DEUS: Eu amo cada um dos meus filhos, amo mais ainda aqueles que querem sair do erro, aqueles que querem ser livres do pecado. Abençôo-te e fica com minha paz!
VOCÊ: Obrigado Senhor! Estou muito feliz em saber que és meu amigo.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Ser ou Ficar cheio do Espírito Santo



Quando a bíblia fala se ser cheio do Espírito Santo, nem sempre ela está falando de uma mesma experiência.
No texto original, em grego, aparecem duas palavras diferentes descrevendo experiências diferentes, mas quando foram traduzidas para o português usou-se uma única palavra ( cheio ) como se fosse uma única experiência.
1-A primeira palavra é Pimpleime:
Aparece em Lc 1:15 ; Lc 1:41 ; Lc 1:67-68 ; At 4:31 ; At 4:8 ; At 9:17 ; At 13:9-11
Ela significa ficar cheio.
*Dá a entender que antes não estava.
*É uma experiência repentina, momentânea.
*Não é contínua
*É para cumprir um determinado propósito.
*É o revestimento de poder para profetizar, testemunhar , fazer a obra de Deus.
2-A segunda palavra é Pleiros:
Aparece em Lc 4:1 ; Ef 5:18 ; At 6:3 ; At 7:55 ; At 11:24
Esta palavra significa ser cheio.
*Não como uma experiência momentânea
*De maneira continua
*Estar sempre cheio.
*Não está relacionada com uma obra a fazer, mas com uma vida no Espírito.
3-As diferenças :
*Os textos em que aparece a palavra pimpleime dão a idéia se ser enchido de fora para dentro, o que combina com as palavras caiu, e derramado.
*Já a palavra pleiros dá a entender um enchimento de dentro para fora.
*A primeira é um derramamento.
*A segunda é um transbordamento
*A primeira nos dá poder.
*A segunda nos dá vida, nos enche de vida.
*A primeira dá poder para testemunhar falando de Cristo.
*A segunda é para mostrar o caráter de Cristo.
*A primeira nos capacita a manifestar os dons do Espírito descritos em ICo 12:7-11
*A segunda nos capacita a manifestar o fruto do Espírito descrito em Gl 5:22-23
*A primeira é uma experiência definida.
*A segunda é um processo de crescimento.
4-A maior diferença é que:
*A primeira se recebe na porta, sem nenhuma condição a não ser arrependimento e batismo.
*A segunda requer um contínuo esvaziamento de si mesmo, uma contínua operação da cruz de Cristo, um quebrantamento contínuo aceitando o governo de Deus.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O Poder Da Adoração E Do Louvor



ADORAÇÃO

Vc sabe pq fomos criados?

Nos fomos criados p/ adorar a Deus.

Ref. mt 4:10

Adorar quem não é Deus provoca sua ira

Ex20:4-5

E Deus tem procurado por pessoas que o adorem em espírito e em verdade

João4:24

Como podemos Adorar a Deus?

*Ajoelhar-se quando voce se ajoelha esta se humilhando na presença de Deus.A palavra de Deus nos diz que todo joelho se dobrara diante dele filipe2:10

*Prostar-se é ajoelhar-se e esconder o rosto expressando pra Deus seu quebrantamento e sua humilhação SL95:6

*Qualquer um pode adorar a Deus?

Não Só aquele que tem a natureza espiritual.porque Deus é Espírito

E como nos tornamos seres espirituais?

Nascendo de novo joão3:3

*Levantar os braços e símbolo de rendição e fazendo isso estamos dizendo a Deus que dependemos totalmente dele SL143:6

A uma historia em Ex17:8-16 que conta como Moisés venceu o exercito de amaleque como seus braços erguidos.

LOUVOR

Você já se perguntou pq que um culto sempre começa com o louvor?

O louvor e uma das armas mais poderosas que temos contra satanás.

A-Os benefícios do louvor:

*Já ouviram aquela expressão “quem canta seus males espanta “

Não concordo muito com ela não mas que louva a Deus esse sim espanta enxota

Expulsa demônios cura enfermos e muitas outras coisas

Antes de tudo Deus já existia ,e umas das coisas que ele criou foi a musica e não satanás

Se falamos de louvor não tem como não falar de membro que temos chamado língua porque como ela abençoamos ou almadiçoamos as pessoas e a vezes as nos mesmos por isso devemos tomar cuidado com o que falamos Mt12:35-37 e tiago3:8-9

B-Quando devemos louvar a Deus?

Todo dia toda hora sem parar SL 145:2

C-como devemos louvar a DEUS?

Com todo coração e alegria com inteligência criatividade e inspiração divina com festa

Com instrumentos. Ref : SL111:11 , SL47:7 ,SL150

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Conhecendo a Glória de Deus



1 -A Glória é algo que tem quer ser algo diário na sua vida.
2 – Glória fala de excelência, riqueza, multiplicação.
3 – A glória de Deus é manifesta na nossa vida pelas conquistas que temos. Esta conquista não é produzida pelo homem natural, mas é produzida pela graça e misericórdia de Deus, que em Cristo, Ele derramou sobre nós.
4 – O plano de Deus é que você seja alguém que tenha uma natureza cheia de glória.
5 – Temos alguns sentimentos que impedem a glória de Deus sobre nós. a- sentimento de culpa
b – sensação constante de sempre estar passando vergonha
c – timidez e bloqueio na mente
d – falta de auto-estima
e – insegurança
f – mente passiva
g – amargura
h – frustrações e sonhos ainda não conquistados
i – isolamento e dificuldades de relacionamento.
6 – Somente uma pessoa resolvida dentro dele mesmo, é capaz de solucionar os problemas da vida.
7 – Agora uma palavra para líderes. Líderes são criticados e avaliados. Muitos não gostam e ficam nervosos, agitados e irritados. E estas críticas e problemas e vem nas seguintes formas.
A – quando falam mal de você.
B – quando te criticam e desprezam.
C – quando te tratam com indiferença mesmo quando você faz tudo por eles.
D - quando algumas saem das igrejas e põem toda a culpa sobre você.
Levante os olhos, olhe para Cristo, deixe a glória de Deus brilhar dentro do seu ser.
Bp Diolinda Vale da Hora
Luz Para Os Povos-Sudoeste

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Vivendo a vontade de Deus


Quem está dirigindo a sua vida? Você sabia que pode haver uma motivação por parte do líder e do povo? A Bíblia diz que quando o sacerdote é mau, o povo se rebela. Mas quando o povo é mau, até o sacerdote fica rebelde. Por isso, há tantos sacerdotes rebeldes, por causa da Igreja. De igual modo, há muitos discípulos rebeldes, por causa dos liderados.

O líder Moisés

Moisés, na alegria de levar o povo à terra prometida, e ele conhecia muito bem aquela terra, recebera de Deus uma ordem para conduzir o povo no deserto por três dias. Moisés conhecia a rota do Egito até a terra prometida. Ele sabia que três dias eram suficientes para sair de onde estava e chegar ao limite da Terra.

Sabemos que o povo recebeu uma promessa de Deus para sair caminho de três dias, mas levaram 40 anos. Então, quem errou? Deus, Moisés ou o povo? Claro que o povo, pois não velaram pela promessa e por diversas vezes se rebelaram. Logo, é certo afirmar que no meio do caminho, os acidentes que aconteceram não foram causados por Deus ou por Moisés, mas pelo próprio povo. Aqueles que tinham a promessa retardaram e frearam a promessa.

Um dia Jesus disse aos 12: “Eu vou, mas volto logo, portanto, ide e pregai o Evangelho”. Mas, no meio do caminho, eles murmuraram e pararam. Para a Igreja, isso durou mais de dois mil anos, porque ela não cumpriu a ordenança divina. Queremos que Jesus volte sem fazer o que Ele mandou. Deus não desonrará a Sua palavra.

O problema não era de Jesus, assim como também não era de Moisés. O problema era do povo e o problema aqui é da Igreja. O povo no deserto murmurava, era inadimplente; o povo na Igreja também murmura e é inadimplente. Então, queremos colher o resultado daquilo que não estamos plantando.

Lembro-me que no início da Visão houve uma explosão em Manaus para ganhar vidas, era briga para pregar, para consolidar. Hoje, para alguns, as coisas mudaram. Alguns líderes não têm mais prazer em trazer um pecador para a Casa do Senhor, porque lhes falta o compromisso.

Deus tem promessas para você de prosperidade em todas as áreas da sua vida. Talvez você ainda não tenha recebido algumas bênçãos e não tenha visto algumas promessas se cumprindo, por causa dos acidentes que não são culpa nem de Deus nem do líder. O que Deus quer fazer com você é encurtar o seu caminho para a prosperidade e Ele fará isso limpando a pista para que você não se acidente mais, antes, chegue ao destino certo.

Deus quer remover os acidentes hoje

Há muitos filhos de Deus acidentados. Mas Deus quer encurtar a sua rota porque Ele não quer mais vê-lo fazendo rotas erradas. Ele quer colocá-lo em lugares altos.

Às vezes, não estamos melhores por causa de nós mesmo. Depende de nós estar ou não na rota certa. Se você quer ser abençoado, não pode parar no meio do caminho. A prosperidade tem um trilho. Precisamos saber quem está nos guiando e orientando, quem somos nesse processo. Não adianta culpar Deus, Moisés ou Jesus, temos que assumir a parte que nos cabe.

Deus tem propósitos específicos para começar a nos treinar para um novo tempo. Há coisas na sua vida que são intransponíveis até a hora que Deus disser hoje. Jamais pense que alguns caminhos, como o caminho para chegar à prosperidade, são uma montanha intransponível.

Se você busca prosperar em sua vida, então, queira mais de Deus. Seja total. A Bíblia diz que quando saíram do monte intransponível, eles chegaram ao deserto vermelho, deserto de Edom, o deserto das flechas, e lá estavam os filhos de Esaú.

O que podemos concluir? É que o deserto foi feito para nos avaliar, mas quando ficamos desnecessariamente no deserto, levamos as flechadas. Tanta gente foi flechada na sua vida, na sua paz porque ficou mais que o necessário no deserto.

A impaciência é um ladrão e a paciência é uma virtude do Espírito. O impaciente está perdendo a prosperidade. Impaciência é rota de serpente e paciência é rota do espírito. Quando eles (povo) ficaram impacientes, a ação maligna entrou em cena. A primeira ação da impaciência do povo se voltou logo contra quem ia trazer a resposta.

A impaciência anula a promessa. A impaciência leva à murmuração e gera a rebelião. Todo murmurador é um feiticeiro. Impaciência traz revolta contra a autoridade. Quando o povo se levantou contra Moisés e contra Deus, Deus disse: “Deixa comigo”. Entre um povo e um profeta de verdade, Deus fica com o que é de verdade. Não murmure contra a solução.

A impaciência perde a visão da conquista. Ninguém do povo disse “vamos logo para essa terra prometida”, mas pediram para voltar ao Egito. A impaciência leva de volta para o passado.

Nenhum deles viu a promessa. Porque a última palavra deles foi que iriam morrer. E foi o que aconteceu para muitos. A impaciência gera rejeição da provisão divina. O povo reclamou e disse que tudo o que o Senhor estava lhes dando causava fastio. Eles estavam reclamando do pão que vinha do céu, o maná, o pão do milagre. Privilégio que só foi dado a eles.

Como o povo daquela época, nos dias de hoje, existem filhos de Deus rejeitando o que o Senhor está dando-lhes. O maná é comida de deserto, sim, é treino de Deus. Talvez você esteja insatisfeito por só ter ‘maná’ para comer, saiba que Deus está treinando-o para que você saiba valorizar o fruto da terra. Creia que chegará o tempo em que o fruto aparecerá. Não murmure! Lembre-se de que quando o povo murmurou, serpentes foram enviadas na direção deles.

O maná representava Yeshua. Não podemos reclamar do que Yeshua está fazendo. É tempo de inaugurar uma nova rota, de pedir perdão a Deus por todas as vezes em que nos rebelamos. Deus tem presentes para entregar aos Seus filhos, quando estes se arrependerem.

O segredo é não murmurar contra Deus, é valorizar o líder e saber honrar o pão que Deus está dando-lhe. Então, você entrará na terra prometida e viverá a vontade de Deus na íntegra. Prepare-se!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Nada Permanecerá



Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada (Mateus 24.2).
Podemos observar as grandes construções e achar que quem as fez realizou algo que durará para sempre, mas isso não passa de ledo engano. Tudo o que existe hoje nos céus e na terra passará (Mateus 24.35). No entanto, a arrogância do homem o faz supor que, por exemplo, por ter participado de alguma descoberta, ele é superior aos seus pares. Quem está no comando sempre se sente melhor e mais capacitado do que seus comandados, mas tudo aquilo que o homem constrói, um dia, será derribado.
Não podemos negar que há obras humanas de tirarem o fôlego, porém, quase nunca paramos para observar as obras do Criador. Essas, sim, são maravilhosas e surpreendentes, como, por exemplo, uma linda declaração das Escrituras ou uma pequena criatura, que, por milhares de anos, reproduz-se com a mesma qualidade e beleza. Pouquíssima gente tem dedicado tempo para estudar o que o Senhor fez. Ao analisarmos o porquê disso, descobriremos lições maravilhosas que nos irão ajudar a viver melhor.
O que o ser humano constrói pode ser lindo, funcional, bem como o produto de um trabalho feito com certa sabedoria, mas não durará para sempre, pois somente a comida que o Senhor Deus nos dá irá acompanhar-nos por toda a eternidade (João 6.27).
A Escritura declara que, no acerto de contas, o qual, um dia, irá realizar-se, tudo o que existe será queimado pelo fogo, e os elementos, ardendo, irão fundir-se (2 Pedro 3.10). A perda será grande? Não! Porque o valor dessas coisas criadas só serve para esta vida, pois, com a segunda vinda do Senhor Jesus, habitaremos em novos céus e nova terra (v. 13).
Há pessoas que se consideram melhores que as demais por terem descoberto algo. No entanto, a verdade é que elas não são inventoras, mas, sim, descobridoras. Seguindo princípios já criados pelo nosso Deus, cientistas produziram, por exemplo, medicamentos que curam várias doenças; outros planejaram os mais modernos meios de transporte, aparelhos que emitem sinais de rádio e captam imagens a milhares de quilômetros etc. Tudo isso foi cuidadosamente programado pelo Senhor, e, sem Ele, nada do que foi realizado iria concretizar-se (João 1.3). Uma boa dose de humildade faria dessas pessoas melhores cidadãos.
A qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá (Lucas 12.48b). Quem foi colocado para dirigir os outros deve considerar-se servo, e não senhor. E os que foram usados em descobertas devem preparar-se para verem suas “invenções” serem destruídas no fogo, o qual será derramado sobre esta terra. Mas quem fizer a vontade de Deus verá a obra de suas mãos permanecer para sempre.

É Assim Que Deus Quer Ver Você


Quem é esta que sobe do deserto, como colunas de fumaça, perfumada de mirra, de incenso e de toda a sorte de pós aromáticos? (Cantares 3.6).

Esta é a Igreja de Cristo, a Vitoriosa, que, ao passar por várias provações e encontrar-se em um verdadeiro deserto espiritual, não se prostra, mas sobe. Nenhum filho de Deus deve ficar abatido, confessando que não é nada e não pode sair de algum erro que tenha cometido. A Igreja do Senhor luta pelos seus direitos e usa o poder divino de tal modo, que não fica prostrada, mas sobe como colunas de fumaça, porém, mantendo-se perfumada com todo tipo de aroma agradável.

O acontecimento mais importante de nossa vida foi a salvação que recebemos e, consequentemente, a bênção de termos sido feitos o Corpo de Cristo, a Sua Igreja (Efésios 5.30). Esta é vitoriosa, pois, independentemente do laço em que tenha caído, lutará e será liberta.

Então, mesmo estando em grandes provações ou passando por situações tão difíceis, as quais mais parecem um deserto espiritual, quem pertence à verdadeira Igreja do Senhor não se rende nem se assenta na cadeira do fracasso, mas sobe até a presença do Pai. É assim que o Altíssimo deseja ver-nos sair das dificuldades, quer tenhamos dado motivo para elas, quer tenhamos sido envolvidos nelas sem saber o porquê.

Por isso, os membros dessa Igreja gloriosa não devem aceitar nenhuma situação adversa, mas precisam confessar que são do Senhor e podem tudo nAquele que os fortalece – o próprio Deus, o qual guerreia as suas guerras (Romanos 8.31-39; Filipenses 4.13).

A Igreja de Jesus luta pelos seus direitos. Se necessário, entra na fornalha aquecida até sete vezes mais que o normal e sai sem o menor sinal de queimado. Ela também não fica chutando a porta da fornalha, pedindo que saia de lá (Daniel 3.19-26). Ao contrário, sobe para a presença do Altíssimo como colunas de fumaça, pois as lutas são tão intensas, que ela usa o fogo, com o qual foi batizada, para queimar o que a atrapalha.

Enquanto guerreia pelos seus direitos e vence, a Igreja tem um aroma especial que a destaca – o perfume de Cristo, que é sentido em todo o seu corpo, nas suas vestes e na sua graça (2 Coríntios 2.15). Ela não sai das batalhas suja, cansada nem pronta para desistir, mas, como a Noiva preparada para o Noivo, emerge das lutas para ser a bênção que o Senhor lhe destinou (Apocalipse 7.14; 22.14; 19.7).

Por isso, não permita que o inimigo faça de você o que ele deseja, mas seja alguém de batalha, o qual sempre sobe com o perfume de Cristo, que deve ser sentido por todos, afinal, é assim que Deus quer vê-lo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More